A Copa do Mundo em sala de aula

Geonauta elaborou um plano de aula para trabalhar a Copa do Mundo 2018 em suas aulas de Geografia!

Por Thiago Calandro

Publicado em 06/06/2018

Introdução

Entre os dias 14 junho a 15 de julho de 2018 acontece na Rússia a Copa do Mundo de Futebol. Essa competição reunirá os classificados das seis confederações, sendo elas: América do Sul; América do Norte, Central e Caribe; Ásia; África; Europa e Oceania, além do campeão mundial da copa anterior e o país sede.

A Copa do Mundo de Futebol reúne as melhores equipes e os melhores jogadores do mundo. Por isso, atraí ao país milhares de turistas e também aquece o mercado internacional do esporte com a presença de representantes, investidores e empresários de várias equipes do mundo.

Essa edição contará com 32 equipes e os jogos serão disputados em onze cidades sede em toda Russia. A divisão dos grupos, datas dos jogos e os locais podem ser vistos no site: https://esporte.uol.com.br/futebol/copa-do-mundo/tabela-da-copa/

 Esta proposta didática é inspirada no jogo de cartas Super Trunfo.  Esse jogo fez muito sucesso nos anos 80 e 90 no Brasil e consistia em tomar todas as cartas do(s) adversário(s), por meio do comparativo de dados comum ( em geral, comparava-se potência de motor, a velocidade, o peso, etc, de caminhões, carros, tanques de guerra, aviões, entre outros). Assim, o jogador escolhia um dos dados comparativos e quem possuísse a carta com o melhor ou maior dado comparativo, levava a(s) carta(s) do(s) oponente(s) e o direito de escolha do dado da próxima rodada.  Desta forma, o jogo continua até que um dos jogadores ganhe todas as cartas.

Por meio do mesmo princípio desse jogo de cartas, propomos uma sequência didática que tem o objetivo de oferecer ao aluno conhecimentos sobre os indicadores sociais, populacionais e demográficos dos países participantes da Copa do Mundo de Futebol. A comparação entre os dados proporcionados pelo jogo pode ajudar o aluno a identificar os diferentes padrões e modos de vida entre os países participantes.

Conteúdos

Ensino Fundamental = Regionalização do espaço mundial

Conteúdo Interdisciplinar = Artes e Matemática

Tempo estimado: 3 aulas

Material necessário: Laboratório de informática para a busca de dados e imagens; cartolina, lápis de cor, régua para confeccionar o jogo de cartas.

Para iniciar as atividades, mostre aos alunos o logo da Copa do Mundo de Futebol.

Desencadeie, a partir daí, uma conversa perguntando para os alunos sobre quais são os países participantes, quais são os critérios para que participem da competição e se conhecem algo sobre esses países (cultura, acontecimentos, entre outros) e em qual continente o referido país fica.  

Etapa 1: Busca de dados e confecção das cartas

No laboratório de informática e em duplas, peça para alunos utilizarem sites de busca para descobrir quais são os países participantes da Copa do Mundo de Futebol, ou mesmo, sugira que visitem o site: http://pt.fifa.com/worldcup/#.

Indique o site: http://www.ibge.gov.br/paisesat/, para que busquem os indicadores sociais e bandeira de cada país para confeccionarem as cartas para o jogo.  Os dados devem ser quantitativos  para que os jogadores possam compará-los. Sugerimos os seguintes dados: população, área, densidade demográfica, IDH, PIB, PIB per capita e expectativa de vida.  Além disso, estipule um tamanho para as cartas. Exemplo: 15 cm de altura por 8 cm de largura.

Abaixo segue um modelo para a confecção das cartas:

2º etapa –Regras  e  Manual de instruções:

As regras do jogo:

Considerando que são 32 equipes que disputarão a Copa do Mundo de Futebol e, portanto, confeccionadas 32 cartas, sugerimos que o jogo seja disputado por grupos de no máximo 8  jogadores.

  • As cartas devem ser embaralhadas e distribuídas na mesma quantidade para os jogadores;
  • Sem que um jogador veja a carta do outro, aquele que iniciar escolhe um dos indicadores sociais;
  • Os jogadores comparam o dado escolhido e quem estiver com indicador social mais elevado vence a rodada;
  • O jogador que vencer tem o direito de escolher o indicador social disputado na próxima rodada.
  • O jogador que ganhar todas as cartas de seus oponentes vence o jogo.

 

A pesquisa para o manual de instruções:

Com o auxílio de livros didáticos e sites de busca, os alunos devem buscar informações sobre os indicadores sociais utilizados nas cartas com o propósito de conhecer a importância desses dados para o país.

Destaque por exemplo, a importância de saber a área total do país para melhor gestão do território; a necessidade de saber as características da população (quantidade de crianças, adultos, idosos, mulheres e homes, população economicamente ativa e inativa) para melhor planejar medidas de governamentais como geração de emprego, previdência, educação, entre outros; identificar a  forma que a população é distribuída no território para planejar novas frentes de trabalho e ocupação;  compreender como o indicador do IDH é formado (educação, saúde e renda) e sua representação em relação à qualidade de vida; entender o que é o PIB e o PIB per capita e por fim, a necessidade de saber a expectativa de vida da população de um país, ressaltando dados vinculados como mortalidade infantil, gastos do governo com saúde, entre outros.

 Peça para que cada grupo de alunos monte um manual de instruções em uma folha de papel A4 ou almaço, descrevendo as regras, os indicadores sociais e sua importância.

Avaliação

Os critérios observados para avaliação são:

  • As cartas devem ser bem elaboradas: desenho da bandeira e os dados corretos e legíveis;
  • A confecção do manual de instrução: A pesquisa deve mostrar o significado e a importância dos indicadores sociais para o país de forma clara e objetiva.
  • Habilidades atitudinais, como a capacidade do aluno de trabalhar em grupo, de sociabilizar, desenvolver a habilidade de competir e aceitar a derrota, entre outras ligadas ao jogo.

Bom trabalho e boa sorte!!!

 

Voltar
>