O que é um eclipse?

Há centenas de anos os cientistas vem investigando a lua dos eclipses lunares. Mas afinal, o que é um eclipse? Qual a diferença entre um eclipse solar e lunar? Total e parcial? Geonauta explica!

Publicado em 26/11/2018

No dia 27 de julho desse ano de 2018, ocorreu o eclipse lunar com “lua de sangue” mais longo do século XXI. O raro fenômeno que teve duração de aproximadamente uma hora e 42 minutos pode ser visto de algumas cidades do Brasil e inundou as redes sociais com memes e conselhos de astrologia.

O Sol e a Lua são os principais atores do teatro celeste. Tanto o eclipse solar quanto o eclipse lunar, há séculos vem sendo associados com rituais, mitos, lendas e superstições.

"Desolação dos Peruanos durante o eclipse da Lua: viagem história a América do Sul". Explorador espanhol Don Juan descreve ritual Peruano durante um eclipse lunar.  Ano 1752

O que é eclipse?

Um eclipse é um fenômeno astronômico que acontece quando um corpo celeste (qualquer entidade física existente no espaço sideral) interpõe-se na posição aparente de outro, mais distante. Em outras palavras, quer dizer que, ao girar, uma das estrelas ou planetas passam periodicamente à frente da outra, quando se olha do ponto de vista da Terra, por exemplo.

Na Astronomia, eclipsar significa esconder, encobrir, ou interceptar a luz vinda de um astro. Com certa regularidade, a Lua ora atravessa a sombra da Terra (eclipse da Lua), ora projeta sua sombra na superfície terrestre (eclipse do Sol).

Eclipse Lunar

O Eclipse Lunar acontece quando a Lua se move em órbita da Terra, e ao mesmo tempo, a Terra passa diretamente entre o Sol e a Lua. Quando a Terra está na posição entre o Sol e a Lua, bloqueia a luz do Sol (esta luz solar é o que fará a Lua brilhar) que normalmente é refletida pela Lua. Em vez da luz atingir a superfície da Lua, a sombra da Terra recaí sobre ela. Este é um eclipse da Lua – eclipse lunar. O eclipse lunar pode ser visto da Terra no período da noite. Existem dois tipos de eclipses lunares: eclipse lunar total e eclipse lunar parcial.

O eclipse lunar total ocorre quando a Lua e o Sol estão em lados opostos a Terra. Embora a Lua esteja na sombra da Terra, alguma luz do Sol atinge a luz da Lua. A luz solar passa pela atmosfera terrestre, que filtra a maior parte da luz azul. Isso faz com que a Lua apareça vermelha, a chamada “lua da sangue”.

Já o eclipse lunar parcial acontece quando uma parte da Lua entra exatamente na sombra da Terra. Em um eclipse parcial, a sombra da Terra parece muito escura no lado da Lua voltada para a Terra. O que as pessoas veem da Terra durante esse tipo de eclipse lunar depende de como o Sol, a Terra e a Lua estão alinhados.

Um eclipse lunar geralmente dura duas horas. Pelo menos dois eclipses lunares parciais ocorrem todos os anos, mas eclipses lunares totais (como o ultimo do dia 27 de julho) são raros. É seguro olhar para um eclipse lunar.

Eclipse Solar

Algumas vezes, durante o movimento de órbita da Lua na Terra, ela se move entre o Sol e a Terra. Quando isso acontece, a Lua bloqueia a luz solar que chega até a Terra. Isso causa o eclipse do Sol, ou Eclipse Solar. Durante o eclipse solar, a Lua lança uma sombra sobre a Terra.

 Existem três tipos de eclipses solares:

O primeiro é o eclipse solar total. O eclipse solar total é visível somente de uma pequena porção da Terra. As pessoas que veem esse tipo de eclipse estão no centro da sombra da Lua quando atinge a Terra. O céu fica escuro como no anoitecer. Para que ocorra isso, o Sol, a Terra e a Lua precisam estar em linha reta.

O segundo é o eclipse solar parcial. Ele acontece quando o Sol, a Lua e a Terra não estão exatamente alinhados, e o Sol parece ter uma sombra escura em apenas uma pequena parte da superfície.

O terceiro tipo é o eclipse solar anular. Esse tipo de eclipse acontece quando a Lua está mais distante da Terra, aparentando ficar menor não bloqueando toda a visão que se pode ter do Sol. Quando a Lua fica na frente do Sol, ela fica se parece com um disco escuro na frente de outro disco maior, cor de sol.

 

Mas atenção! Nunca olhe diretamente para o Sol: isso pode danificar permanentemente seus olhos.